Sindágua MG

Banner principal de todo site


 

A Copasa tem feito e informou que continuará fazendo demissões que obrigararam o SINDÁGUA acionar a justiça. Burlando toda a legislação, que protege os empregos de trabalhadores concursados, a direção que age na Copasa como carrascos de Zema para destruir a empresa para e facilitar a sua privatização coloca todos os trabalhadores na alça de mira, com critérios de avaliação de desempenho subjetivos, com o único objetivo de cortar cabeças
Esta é a hora de reagirmos em uma PARALISAÇÃO GERAL neste dia 8 de maio, mesma atitude na qual estarão mobilizados trabalhadores na Cemig, da educação, do funcionalismo estatal, contra a ilegalidade das demissões arbitrárias e irregulares.
O SINDÁGUA já acionou a Justiça para barrar as foiçadas em demissões coletivas e temos a convicção na decisão da Justiça, como aconteceu recentemente na recondção dos trabalhadores do metrô aos seus postos de trabalho.
A categoria já mostrou sua força em greves de 22 dias, de 9 dias e inúmeras paralisações para defender direitos justos. Voltamos à luta com consciência e responsabilidade!