COMUNICADO Á POPULAÇÃO Greve dos trabalhadores da Samotracia

COMUNICADO Á POPULAÇÃO
Greve dos trabalhadores da Samotracia

7 de março de 2023 0 Por Comunicação Sindágua-MG

O SINDÁGUA (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Purificação e Distribuição de Água e em Serviços e Esgotos do Estado de Minas Gerais) comunica aos moradores do Condomínio Alphaville Lagoa dos Ingleses que os trabalhadores da Samotracia paralisarão suas atividades, a partir da 0 hora desta quarta-feira (8 de março), por tempo indeterminado, cumprindo os procedimentos legais para a manutenção dos serviços essenciais, para não acarretar prejuízo de desabastecimento à população.

Esclarecemos que a categoria estava em negociação com a empresa, para a definição do Acordo Coletivo de Trabalho, mas a direção da Samotracia se recusa a atender as justas reivindicações dos trabalhadores e encerrou as tratativas, que estavam sendo mediadas pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), em flagrante desrespeito à categoria e ao compromisso assumido com o MPT, que havia apresentado proposta conciliatória para as negociações, que se arrastam desde junho de 2022.

A postura intransigente e a falta de diálogo da direção da Samotracia ficaram evidentes quando o presidente da empresa tentou desqualificar, de forma autoritária e criminosa, a organização dos trabalhadores, ao afirmar que não negociaria com o Sindicato, representante legal da categoria em todo o Estado, e que iria estabelecer novo canal de comunicação para as negociações.

A situação se agravou ainda mais com a demissão do trabalhador da empresa que fazia parte da comissão de negociações, aumentado a indignação da categoria, que considerou a demissão uma forma de pressão para tentar enfraquecer a luta dos trabalhadores pelos seus direitos.

Os trabalhadores estão em busca do entendimento e de um acordo justo, mas diante da intransigência, falta de diálogo e desprezo pela categoria demonstrados pela direção da Samotracia, só nos restou deflagar a paralisação das atividades por tempo indeterminado, obedecendo as escalas de greve, para cumprir o que determina a lei.