Senador que acusa a Copasa de roubar no esgoto “ficou de olhos fechados” quando Zema aprovou as tarifas?

Senador que acusa a Copasa de roubar no esgoto “ficou de olhos fechados” quando Zema aprovou as tarifas?

15 de dezembro de 2023 0 Por Comunicação Sindágua-MG

Em 29 de junho de 2021 a Arsae (agência que regula o saneamento em Minas Gerais), que teve sua direção indicada pelo governo Zema, publicou uma resolução (de número 154/2021) e autorizou aplicação de novo modelo de tarifas para ser implementado pela Copasa.
“Essa nova tarifa representa o valor de 74% da tarifa de água, bem inferior aos 100% atuais para quem tem o esgoto tratado”, pontuou a agência, que definiu como um percentual “geral” a ser aplicado em todo o Estado.
A Arsae destacou ainda que, diante de uma inflação de 32%, a tarifa média tinha uma redução histórica de 1,52%. A agência explicou ainda que “outro ponto importante é a unificação da taxa de esgoto, com a redução do subsídio. Assim, faz-se a justiça tarifária. Esta revisão busca a menor tarifa possível desde que disponíveis recursos para que a Copasa possa operar e investir dentro do nível necessário para o Novo Marco do Saneamento”. Pontuou que “um usuário residencial com água, coleta e tratamento de esgoto que consome até 5m³, por exemplo, deixa de pagar uma conta de R$ 36,04 e passa a pagar R$ 30,64, uma redução de 14,98%”.
Em relatório da Arsae é informado que “os principais aspectos que foram trabalhados e analisados pelas equipes técnicas da Agência durante todo o período de desenvolvimento da Revisão Tarifária que será válido para o próximo ciclo de 4 (quatro) anos para a Copasa e 1 (um) ano para a Copanor”.
Estas informações certamente não passaram despercebidas pelo então deputado estadual Cleitinho, integrante da base de sustentação do governo Zema na Assembleia Legislativa (ALMG). Agora, depois do trampolim montado numa campanha explosiva em fake news que o transformou em senador da República, o político afirma que a Copasa está roubando a população. Infelizmente, à época em que era deputado e apoiava todos os projetos de Zema, o deputado Cleitinho fechou os olhos para a situação criada pela Arsae montada pelo governo, que nivelou em 74% tarifas de quem pagava 100% de taxa de esgoto, mas que subiu drasticamente para quem pagava apenas 40%, justamente em municípios menores e que precisam de fortes investimentos para terem o saneamento pleno.
Cleitinho acusa a Copasa de roubar por uma medida tomada pelo governo do Estado através da Arsae. O “arroubo” do senador para manter-se aparecendo na mídia precisa identificar quem rouba, e quem está efetivamente acusado da ladroagem tem de se defender do caluniador.