PLANO DE LUTAS CONTRA A PRIVATIZAÇÃO

PLANO DE LUTAS CONTRA A PRIVATIZAÇÃO

7 de março de 2024 0 Por Ti_Sindagua

SINDÁGUA participa do Encontro Setorial das Federações Urbanitárias para reforçar defesa das empresas públicas de saneamento

A luta contra a privatização das empresas públicas de serviços essenciais e estratégicos ganha ainda mais força em 2024, para barrar as tentativas de entrega do patrimônio do povo para o capital privado. Neste cenário, vale ressaltar a importância do 2º Encontro Setorial das Federações Urbanitárias, que começou nesta terça-feira (6 de fevereiro), em São Paulo, e vai até quinta-feira (dia 8), reunindo dirigentes sindicais urbanitários de todo o país e com participação expressiva da direção do SINDÁGUA.
O objetivo principal do Encontro é a construção de um plano de ação sobre as demandas setoriais de energia, saneamento, gás e meio ambiente, com ênfase na luta em defesa das empresas públicas de água e esgoto e na reestatização da Eletrobras. O documento final será entregue aos presidentes das centrais CUT, CTB, Força Sindical e UGT, no encerramento do encontro, na quinta-feira (8/2).
Neste primeiro dia, após debate sobre o meio ambiente (análises e perspectivas), será dado destaque à questão do saneamento: agendas de lutas, empresas privadas e terceirizações, além de eleições municipais. No segundo dia do encontro, nesta quarta-feira, será enfatizada a pauta do setor elétrico, com discussões sobre Eletrobras e Furnas; eleições municipais; renovação de concessões e aposentadoria especial. No terceiro e último dia (quinta-feira), serão abordados temas em comum dos setores e os encaminhamentos do 2⁰ Encontro Setorial.
O evento, que está sendo realizado no auditório do Sintaema-SP, conta com a participação de dirigentes da CNU (Confederação Nacional dos Urbanitários), FNU (Federação Nacional dos Urbanitários), Fenatema (Federação Nacional dos Trabalhadores em Energia, Água e Meio Ambiente), das federações regionais – Frune (Nordeste), Fruse (Sudeste) e Furcen (Centro-Oeste) – e de sindicatos filiados a essas entidades.
O presidente do SINDÁGUA-MG, Eduardo Pereira, que participa do Encontro junto com expressiva e ativa delegação do Sindicato, ressalta a importância do Encontro, em um cenário de aumento das tentativas de privatização dos serviços essenciais, como o saneamento. “A definição de um plano de lutas conjunto é fundamental para derrotarmos a falsa narrativa de que a privatização é boa para a população. Temos que mostrar que o povo está sendo enganado com esse discurso entreguista e que é preciso fortalecer a gestão pública dos serviços de saneamento e de energia elétrica.”