SOFRIMENTO NAS AGÊNCIAS DE ATENDIMENTO DA COPASA

SOFRIMENTO NAS AGÊNCIAS DE ATENDIMENTO DA COPASA

17 de agosto de 2023 Off Por Comunicação Sindágua-MG

A mentalidade do gestor privado prioriza o lucro a qualquer custo sobre trabalhadores e população atendida em serviços públicos essenciais.

O modelo de exploração social vem sendo aplicado pela gestão imposta na Copasa por gestores “selecionados” no mercado pelo governo Zema quando definiu quem seria indicado para a diretoria da empresa.

O resultado transformou o setor operacional e de atendimento na Copasa em verdadeiro caos, trazendo um grande sofrimento para os trabalhadores e para a comunidade consumidora.

A agência de atendimento da Copasa na Floresta é um exemplo de “caso de polícia”. Uma verdadeira multidão em espaço apertado buscando solucionar problemas, poucos trabalhadores no atendimento, agressões físicas e verbais de funcionários por consumidores mais exaltados, banheiro compartilhado entre trabalhadores e consumidores imundo, com sujeira impossível de limpar o dia inteiro, senhoras idosas sem condição de utiliza-los, com xixi na tampa do vaso, fezes acumuladas sem descarga. Total falta de respeito. Porteiro não consegue segurar pessoas mais agressivas. Todos sofrem!

Este é o resultado da falta de investimento em estruturas físicas para atendimento, sendo substituídas pelas agências virtuais, esquecendo que a grande maioria dos consumidores são pessoas humildes, sem condição de comprar smartphones, ou computadores e pagar conta cara de internet para acessar a página de agência virtual, que apenas represa problemas para reclamações cara a cara com o atendente presencial.

O Sindicato encaminhou ofício à Copasa cobrando medidas urgentes da empresa para sanar este caos, pois penaliza trabalhadores e a população com este descaso social e desumano, sob pena de acionarmos todos os instrumentos de fiscalização com denúncias formais.