Prazo de compensações de horas negativas geradas em home office no período crítico da Covid-19 expirou no último dia 4 de julho

Prazo de compensações de horas negativas geradas em home office no período crítico da Covid-19 expirou no último dia 4 de julho

11 de julho de 2023 0 Por Comunicação Sindágua-MG

Fica inesquecível para o mundo inteiro, a tragédia que se abateu sobre todas as nações, com milhões de mortes e sequelas deixadas pela Covid-19.
Apesar da gestão criminosa do Governo Federal de negligenciar a gravidade da doença, levando o País a mais de 700 mil mortes, as empresas se mobilizaram na proteção e isolamento para impedir a propagação do vírus.
SINDÁGUA e Copasa assinaram um acordo extraordinário que permitiu que extraordinário número de trabalhadores pudessem exercer suas atividades em home office. O combate à doença foi rigoroso, em um momento que chegamos a ter mais de 4 mil mortes diárias pela Covid, hospitais abarrotados, falta de leitos, prefeituras abrindo valas comuns para sepultamento coletivo das vítimas.
Em nosso acordo com a empresa buscamos a proteção contra a doença, protegendo a todos de eventuais contágios. Mesmo assim, tivemos vitimados muitos companheiros, levados a óbito, apesar dos cuidados extremos de isolamento e procedimentos de assepsia.
Assinamos também com a empresa um acordo em que este tempo de trabalho em casa não representasse nenhum prejuízo de direitos, mantendo todas as conquistas de nossas convenções coletivas, como salários integrais, cartão alimentação e cesta básica, PL e outros.
Também de extrema importância, nosso acordo previu que quaisquer compensações de horas em home office só poderiam acontecer num prazo máximo de 18 meses, sendo que as horas não compensadas a partir deste período simplesmente deveriam expirar, sem qualquer prejuízo aos trabalhadores.
Cumprimos o nosso papel da proteção sanitária, de garantia de direitos, num esforço recíproco entre os trabalhadores e a empresa.