SINDÁGUA participa de seminário em Vitória sobreos riscos da privatização dos serviços de saneamento

SINDÁGUA participa de seminário em Vitória sobreos riscos da privatização dos serviços de saneamento

14 de março de 2024 0 Por Ti_Sindagua

Em mais uma ação em defesa da água como bem público, a direção do SINDÁGUA está participando do Seminário de Saneamento e Meio Ambiente, em Vitória, no Espírito Santo, que tem como tema “Água em Disputa – Rede de Saberes em Defesa do Meio Ambiente”.
O evento reúne dirigentes sindicais e de entidades que integram o Coletivo Nacional de Saneamento (CNS), além de profissionais do saneamento, estudantes, jornalistas, ambientalistas e lideranças de movimentos sociais e políticos.
Um dos convidados é o ativista boliviano Oscar Oliveira, referência na luta contra a privatização dos serviços de saneamento na América Latina, que apresentou na abertura do seminário”, nesta quarta-feira (13/3), o painel “A Resistência Popular em Defesa da Água”. Também participam do evento o ativista ambiental Winnie Overbeek, do Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais, e Dalila Calisto, do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB).
Promovido pelo Sindaema-ES e Instituto Ondas, com apoio do SindiPúblicos, o objetivo do seminário é ampliar o debate sobre a água como bem público e direito humano e os riscos da sua mercantilização e da privatização do saneamento, com a participação de profissionais nacionais e internacionais. Outro ponto de pauta é a criação do Observatório Capixaba da Água e do Meio Ambiente.
No último dia do evento, na sexta-feira, será realizada uma atividade nas margens do Rio Doce, quando o MAB apresentará as consequências do crime ambiental ocorrido em Mariana, em 5 novembro de 2015, com o rompimento da barragem de Fundão, da mineradora Samarco, controlada pelas empresas Vale e BHP Billiton.
O presidente do SINDÁGUA, Eduardo Pereira, destaca que é fundamental ampliar a discussão sobre a importância da água e os riscos da privatização do saneamento. “A troca de informações e de conhecimentos que teremos no seminário é muito importante para fortalecermos nossa luta em defesa do saneamento como um bem público e essencial para a população”, ressalta Eduardo.